domingo, 11 de setembro de 2011

Pastor Bergamasco




País de Origem: Itália
Tamanho: Grande
Área de Criação: Média
Agressividadade: Média
Atividade Física: Moderada

Utilização: pastoreio, guarda e defesa.
Tamanho: 61 a 70 cm.
Peso: entre 26 a 38 quilos.
Aspectos Gerais: pelagem abundante, de construção robusta e bem proporcionado. O Bergamasco possui membros com boa ossatura, bem aprumados e musculados.
Pelagem: a pelagem é dupla com subpêlo curto e denso. O pêlo é longo e abundante, tendendo a encordoar, ou encordoado partindo da linha média dorsal e caindo sobre as faces laterais do tronco. As cores são cinzas uniforme ou em manchas com gradações que vão do cinza mais claro até o preto, também com gradações isabela e fulvo (baio). O preto uniforme, mesmo que opaco (zaino) é permitido. São toleradas algumas manchas brancas contando que ocupem uma área inferior a 1/5 da superfície do corpo.

Longevidade: 12 a 13 anos.

Temperamento: decidido, inteligente, paciente e moderado, qualidades que o tornam um excelente cão de guarda e companhia.

É provável que tenha a mesma origem de raças como Oftscharka da Rússia, o Komondor e o Puli da Hungria, o Briard e o Pequeno Pastor dos Pirineus dos Alpes Franceses e o Pastor da Catalunha dos Pirineus Espanhóis. Acredita-se que os ancestrais dessas raças, inclusive do Bergamasco, tenha sido um lobo (Canis lupus laniger) de pelagem muito espessa e um tipo de cão com pelagem grossa encordoada que vivia nas regiões montonhosas de Zagros, na divisa do Irã com Iraque. Foi lá onde se iniciou a domesticação de cabras e ovelhas. À procura de novas pastagens, os povos migraram com seus cães pastores se estabelecendo em diversas regiões montanhosas. Em cada região, um tipo adequado de raça foi desenvolvido a partir desses cães pastores, de acordo com os hábitos da população e condições ambientais. No caso do Pastor Bergamasco, seu desenvolvimento ocorreu em Bérgamo, na Itália – daí o seu nome. No trabalho este cão se mostra inteligente, decidido e extremamente equilibrado, conduzindo e mantendo o rebanho com atenção.

PELAGEM ESPECIAL. Os pêlos rústicos tendem a encordoar em todo o corpo, funcionando tanto para a proteção contra chuvas e ventos fortes, como contra ferimentos ocasionados por lobos, antigamente comuns na Itália.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!!! Favor não esquecer de deixar o email tb, para melhor atendê-los.