sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Comportamento compulsivo em cães



Antigamente, os cães viviam em matilhas, a matilha era a força, a família do animal. Na matilha, eles tinham aprendizado de hierarquia. Com o passar dos anos, os cães começaram a ser domesticados, as pessoas passam a querer humanizar os cães, e a matilha dos mesmos passam a ser seus próprios proprietários.
Pelo fato do proprietário ser a matilha do cão, ele precisa de atenção a todo momento, e o seu isolamento pode causar distúrbios no comportamento do animal, causando pânico, que faz com que o animal crie tentativas de fuga, destruição de objetos, eliminação de fezes em locais inapropriados, entre outros.



TOC = transtorno obsessivo compulsivo.

Os distúrbios compulsivos em cães, podem se apresentar de diversas formas, entre algumas delas, destaca-se:
  • Giro em parafuso, perseguição da causa;
  • Perseguição de luzes;
  • Latido ritmado, intenso;
  • Arranhadura de chão;
  • Ataque a objetos inaminados;
  • Marcha em círculo, saltos;
  • Mordedura do ar;
  • Mordedura de pedras, unhas;
  • Ataque às pernas ou cauda;
  • Esfregamento da face, entre outros.
Todos esses distúrbios estão envolvidos ao estresse, ansiedade e conflito do animal. O estilo de vida, pode se tornar um fator de contribuição, sendo que algumas raças já são predispostas a certos distúrbios. É um problema sério e que precisa de tratamento.

O tratamento é clínico, deve ser identificado e eliminar a causa. Fazer passeios com o animal e deixá-lo ao convívio de mais pessoas é importante. Nunca deixar o animal preso. O ideal é que o proprietário faça o adestramento de seu cão, não pagando ninguém para adestrá-lo, pois devemos sempre lembrar da matilha e o proprietário é o dominante. 
Quando o animal estiver destruindo algo ou fazendo algo de errado, nunca punir ele, o ideal é desviar a atenção dele e levá-lo para fazer outra coisa. Atividades físicas são muito importantes e podem reduzir o comportamento compulsivo nos cães. 
O tratamento pode ser feito com drogas psicotrópicas, drogas ansiolíticas, entre outras.

Considerações finais

O número de casos de animais domésticos com comportamento compulsivo têm aumentado muito nos últimos anos. O tratamento baseia em:
  • Alteração do ambiente;
  • Treinamento comportamental;
  • Uso de fármacos antidepressivos.


Matéria com base na palestra "Comportamento compulsivo em cães", que ocorreu no IV FAVE da Univertix.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!!! Favor não esquecer de deixar o email tb, para melhor atendê-los.