quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Pastor Maremano Abruzês


País de origem: Itália
Tamanho: grande
Área de criação: grande
Agressividade: média
Atividade física: moderada

Utilização: guarda de rebanho e propriedade.
Tamanho: 65 a 73 cm para machos e 60 a 68 cm para fêmeas.
Peso: 35 a 45 quilos para machos e 30 a 40 quilos para fêmeas.
Aspectos gerais: é um cão de grande porte, fortemente construído, de aspecto rústico e, ao mesmo tempo, majestoso e distinto. A conformação geral é de um cão pesado, cujo tronco é mais longo que a altura na cernelha; harmonioso em relação ao formato e aos perfis. A cauda é portada pendente em repouso; quando em movimento, é portada na linha do dorso com a ponta bastante recurvada. É bem guarnecida de pelos abundantes, sem franja.
Pelagem: apresenta pelagem muito abundante. O pelo é longo, mais para áspero ao tato, bem assentado. Tolerada leve ondulação. Forma uma rica juba em torno do pescoço e franjas de comprimento limitado na face posterior dos membros. O comprimento do pelo no tronco atinge 8 cm. O subpelo é abundante somente durante o inverno. A cor é branca unicolor. São toleradas nuanças marfim, laranja pálido ou limão, embora em números limitados.
Longevidade: 10 a 12 anos.
Temperamento: sua função principal de cão de guarda e defesa do rebanho e das propriedaades, em geral, se evidencia no modo de cumpre esta tarefa, com perspicácia, coragem e decisão. O seu caráter, ainda que orgulhoso e alheio à submissão, sabe exprimir uma ligação devotada ao seu dono e a tudo que o cerca.

Este cão italiano teve origem a partir do cruzamento de primitivos cães pastores que existiam na região da Toscana e do Lazio com cães até hoje utilizados para pastorear ovelhas nos Abruzes. O uso de cães no pastoreio sempre foi um hábito típico dos pastores que vagavam por planíces e montanhas.
Durante os meses de inverno, o rebanho pastava nas áreas ao longo da costa, especialmente em Maremma. Com a chegada do verão, o calor secava as pastagens e os pastores de ovelhas subiam às montanhas dos Abruzzes com os seus grandes cães brancos. Assim, esses cães passaram a ser conhecidos ora como Abruzzesse, ora como Maremanos.

DÓCIL COM CRIANÇAS Rústico, resistente e de porte majestoso, o Pastor Maremmano Abruzzesse se mostra corajoso, calmo e inteligente no trabalho. Mantido na propriedade como cão de guarda, é atento, distante com estranhos, mas sempre carinhoso com a família, demonstrando um cuidado especial com crianças. No Brasil, ainda são poucos os criadores da raça.


9 comentários:

  1. Muito interessante o blog! Parabéns pelo trabalho. Passarei a acompanhar o conteúdo!
    Realmente, no Brasil ainda são poucos os criadores da raça Pastor Maremano Abruzês (ou Pastor Maremmano Abruzzesse)!
    Sou uma das poucas criadora! Gostaria de deixar o meu contato para interessados.
    Grata,
    Mariana.
    www.schina.com.br
    mariana@schina.com.br
    (15) 9134-3447
    (11) 9507-0655

    ResponderExcluir
  2. Tambem gostei muito do blog!!!Tenho uma cadela pastor maremano em minha chacara e tbm ovelhas, ganhei de um amigo, mas estou apaixonado e satisfeito demais com ela, gostaria muito de po-la pra cruzar pois não encontro em minha cidade londrina ninguem que tenha um macho!!Estou tão satisfeito com ela que quero aumentar a familia e eternizar sua geração!!!Vou dixar meu contato (43)99326422
    (43)99487340
    (43)91610976
    (43)33244223
    papai2706@hotmail.com
    juscelino

    ResponderExcluir
  3. Qual o tipo específico de ração para esse tipo de cão?

    ResponderExcluir
  4. Qual o tipo específico de ração para esse tipo de cão?

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde, Prof. Gilberto!
    Estou adquirindo um pastor maremano abruzês. Vou buscá-lo com 45 dias de vida, quando creio deverei dar as primeiras vacinas. Gostaria de saber quais são as indicadas, se há algo mais específico para este cão, bem como vermífugos, etc.
    E quanto à alimentação?

    Já agradeço pela gentileza,
    Alexandre
    araugusti@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Legal a matéria sobre o maremano. Eu tenho duas filhotes no momento, ganhei uma aqui antes que veio comigo com um ano e meio, ela veio, ficou uns 7 anos com a gente, mas morreu com quase 8, é um cão incrível guarda, amigo, pastoreiro por instinto, era uma fêmea também. Linda. Mas infelizmente morreu.Minha dúvida é a seguinte que como nossas filhotes estão com 68 dias com quanto tempo por com as ovelhas. Aqui é sítio e temos bastante ovelhas. E essas cachorras não são filhas da que morreu, ela tinha problemas não pegava cria, então essas foram compradas de outra fêmea. Temos dúvidas sobre as vacinas, e o tempo certo de por junto mesmo. Se puder me ajude. Meu email é crisdrosa@fasternet.com.br

    ResponderExcluir
  7. Legal a matéria sobre o maremano. Eu tenho duas filhotes no momento, ganhei uma aqui antes que veio comigo com um ano e meio, ela veio, ficou uns 7 anos com a gente, mas morreu com quase 8, é um cão incrível guarda, amigo, pastoreiro por instinto, era uma fêmea também. Linda. Mas infelizmente morreu.Minha dúvida é a seguinte que como nossas filhotes estão com 68 dias com quanto tempo por com as ovelhas. Aqui é sítio e temos bastante ovelhas. E essas cachorras não são filhas da que morreu, ela tinha problemas não pegava cria, então essas foram compradas de outra fêmea. Temos dúvidas sobre as vacinas, e o tempo certo de por junto mesmo. Se puder me ajude. Meu email é crisdrosa@fasternet.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui!!! Favor não esquecer de deixar o email tb, para melhor atendê-los.