sábado, 17 de abril de 2010

A história do Marchador




Não há uma única versão para o surgimento da raça, contudo prevalece para muitos a idéia de seu surgimento a partir da coudelaria Alter Real. Seriam os nobres da Corte portuguesa que, após sua chegada, com os cavalos de raças ibéricas em tempos de colonização tornaram possível o desenvolver da raça.

Em 1812, o barão de Alfenas chamado Gabriel Francisco Junqueira teria ganhado de D. João VI um garanhão da raça alter Real e, desse modo, iniciado sua criação cruzando-o garanhão com éguas comuns da Fazenda Campo Alegre, situada no Sul de Minas Gerais. Esse cruzamento daria forma a um novo tipo de cavalo. Denominaram-no Sublime dado sua forma de andar macio.

O proprietário da Fazenda chamada Mangalarga interessou-se pela nova raça e investiu na aquisição de Sublimes para seu uso em região próxima à Corte no Rio de Janeiro.

A sede da corte imperial adotaria o cavalo pelo seu ótimo porte e andamento. Deu-se, então, o apelido de Mangalarga por saberem ser esse o nome da fazenda de onde surgiram.



Postado por: Natália Mayrinck

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!!! Favor não esquecer de deixar o email tb, para melhor atendê-los.